quarta-feira, 8 de setembro de 2010

A nova era

-Abaixe a arma.
-Por que eu abaixaria minha arma se você não vai abaixar a sua?
-Eu cansei desses jogos John, eu vim pelo que eu quero e eu não vou embora mesmo que tiver que deixar corpos pelo caminho.
-Se eu puxar o gatilho você nunca terá o que quer.
-Se você fizer isso Sophie morrerá, e não há nada que você possa fazer.
-Não se eu conseguir o pen drive antes.
-Não! Como você sabe do pen drive? maldito!
-Existem muitas coisas que John Fisher sabe e você não faz idéia. Uma delas é de que o Pen Drive está num recorte de tecido oculto, abaixo do seu bolso esquerdo.
-Quem é o traidor? Quem é o informante?
-De que adianta eu lhe contar se você sabe que acabou pra você?
-Eu preciso saber. É meu último pedido. Vamos John, quem é o informante?
-Você.
-Como?!? Não é possível.
-Implantamos um chip em seu cérebro, quando você dorme age por sonambulismo, controlado pela nossa rede interna. Tivemos acessos a todos os arquivos dos últimos doze anos. Vocês estão falidos.
-Se isso é verdade então por que não divulgou tudo o que sabe?
-Por que eu sei que tem mais alguma coisa que você sabe e não quer me informar.
-Você está certo. Acho que esse é o momento... John, eu sou seu pai.
-Não é verdade. Meu pai morreu num acidente de barco há anos.
-Foi só um pretexto. Na época eu estava jurado de morte pela máfia italiana. A CIA me conseguiu uma nova identidade e aqui estamos nós.
-Eu.... eu... você precisa ser eliminado.
-Vá em frente John, destrua para sempre o pai que você nunca conheceu.
-Me desculpe por isso.
...
-Ei, vai logo.
-O que?
-Continua a conversa.
-Ah, cansei de brincar de seriado norte-americano. Quero brincar de outra coisa. Sei lá, pega-pega.
-Uhnnn... não quero. Vamos brincar de indústria holiwoodiana?
-Vamos! Então eu sou o diretor que não tem mais verba pra realizar o filme e você é o ator que só continua se ele pagar um adicional por fora!
-Ah, eu queria ser o diretor.. mas tudo bem vai. Vamos logo que jajá minha mãe chama pra jantar.
-Ok, ok..... Vou começar. Charles, precisamos ter uma conversa.
-Não se eu começar antes, John.

Um comentário:

Myrella disse...

ahahahaha, esse tá demais!